‘No mundo todo faltam pessoas com conhecimento técnico’, diz futurista.

Jornal Folha de São Paulo.

O futurista veio ao Brasil para participar da WorldSkills 2015 (Torneio Internacional de Educação Profissional), a maior competição de ensino profissionalizante do mundo.

Ele se disse inspirado ao ver tantos jovens se empenhar. “Eles são donos do futuro”, afirma.

Carroll é palestrante e já foi chamado por empresas como Nasa, Walt Disney e Johnson & Johnson para falar sobre o que enxerga para o futuro dessas empresas.

*

Folha – Que mudanças fazem com que empresas se preocupem com o futuro?

Jim Carroll – Toda profissão, todo comércio está mudando por causa da tecnologia. Um exemplo é o paisagismo. Hoje, em um jardim com vários irrigadores, é possível controlar individualmente cada um de um tablet. O equipamento identifica onde está mais seco e precisa irrigar mais.

Como isso afeta os profissionais?

No século 21, todo adulto precisa estar em um constante aprendizado. Não importa a área. E é muito importante aprender a coisa certa, na hora certa.

Por exemplo, o setor de refrigeração mudou. É preciso saber sobre tecnologia e informática. Agora, posso controlar o termostato da minha casa, em Toronto, com o meu celular.

Como o ensino técnico se insere nessa atualização?

Um exemplo: 55% da população mundial estará morando em cidades nos próximos anos e será preciso criar cada vez mais jardins verticais.

Para que o profissional domine os conhecimentos necessários, que vão além de jardinagem, o ensino técnico é uma saída.

Durante uma crise como a brasileira, a especialização pode ajudar?

Com certeza! Há no mundo todo falta de profissionais com conhecimentos técnicos —  em diversas  áreas.

Compartilhe este post:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Comentários

Leia também

Quer saber mais sobre nossos diferenciais?

Instituto Santec
selo-desde-1998-instituto-santec

Preencha abaixo e fique por dentro de todos nossos diferenciais!